Whisky

Whisky

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Desvendando Nº 34: Black & White

Marca longeva e muito apreciada do grupo Buchanan's, a Black & White é hoje comercializada pela Diageo na França, no Brasil e na Venezuela, onde continua a desfrutar de uma popularidade há muito perdida em sua terra natal.


Há dois relatos de como a marca veio a receber este nome e a levar o símbolo característico de dois cachorros terrier, um preto e outro branco.

Uma versão conta que James Buchanan, dono da marca, era amante fervoroso de animais e teve a ideia de uma das mais famosas marcas do mundo nos anos 1890, ao voltar de uma exposição de cães. Pouco depois o Scottish Terrier preto e o West Highland Terrier branco foram adotados como parte figurativa da marca.

Há outra versão igualmente plausível. James Buchanan fornecia whisky para a Câmara dos Comuns do Reino Unido onde, numa garrafa muito escura de rótulo branco, ele era vendido com o nome de Buchanan Special. Supostamente incapazes de memorizar o verdadeiro nome do whisky, os parlamentares britânicos o chamavam de Black & White. O nome pegou e, comerciante instintivo que era, Buchanan adotou-o e em seguida adornou o rótulo com os dois cachorros.


Talvez ambos os relatos sejam verdadeiros. De qualquer modo, é uma memória agradável de uma época de mais gentileza, bem distante das discussões de grupo e estratégias de marca atuais.

O que pude perceber:
Cor: dourado claro, médio corpo.
Aroma: suave, doce, malte, baunilha, carvalho e então, vem os grãos. Aroma de cereais, álcool pouco pronunciado. Acrescentando um pouco de água, aparece um defumado no aroma, ficando um pouco pronunciado. A água o deixa mais suave e mais leve. Os cereais continuam e desta vez o álcool se torna quase imperceptível. Com uma pedra de gelo os aromas se contraem bastante, aparecendo um pouco do defumado no início seguido da presença dos whiskies de grãos.
Paladar: começa com cereais, baunilha, aí os grãos tomam conta e logo em seguida vem um pouco de queimação do álcool, mas logo termina, rápido. Dá para dizer também que possui um fundinho defumado. Com água, primeiro vem o malte, os cereais, o carvalho e novamente o álcool, só que desta vez, mais suave. Com gelo, ele ficou cremoso, suave, com o defumado tomando a dianteira seguido de perto pelos whiskies de grãos.

Whisky composto, entre outros single malts, por Glentauchers e Dalwhinnie. Bastante leve e suave, sem muita complexidade e que irá agradar a quem não gosta de whiskies fortes, com um caráter mais marcante. As mulheres, principalmente, irão adorar. Recomendo apreciá-lo com gelo, uma vez que ele demonstrou um caráter mais defumado e cremoso deste jeito. Em minha opinião, é a melhor maneira de apreciar este whisky. O final não possui o retrogosto de álcool, permanecendo apenas o defumado.




Black & White

Blend Teor Alc 40%


Um blend de alta classe e estilo tradicional. Camadas de toques defumados, turfas e carvalho.

70 comentários:

  1. Olá Michel, pode ser apenas uma percepção minha, mas o Black & White é o único whisky que eu conheço que me lembra aromas de cerveja, embora ele não seja tão amargo assim no sabor. A lembrança de cerveja vem só no olfato mesmo. Eu gosto, é um bom whisky, sem dúvida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cesar. Os aromas e sabores que percebemos é assim mesmo, fruto de uma memória olfativa e/ou gustativa. Boa percepção. Um abraço.

      Excluir
    2. TAMBEM APRECIO ESSE WHISCK

      Excluir
    3. excelente custoxbenefício waldiogo. Continue acompanhando.

      Excluir
  2. Parabéns Michel por mais uma análise que demonstra o conhecimento e a dedicação dos mestres...

    O meu acabou antes do carnaval e já estou com saudade...

    Um abraço pró amigo.

    Heliton.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fochesato. Continue acompanhando. Um abraço.

      Excluir
  3. Porque ninguém responde minha indagação? Ou seja se o Whisk Black and White engarrafado no Brasil, tem o mesmo taste de um B & W escocês em Londres ou é batizado??

    Abcs Roberro Lacerda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberto Lacerda, o whisky Black & White não é engarrafado no Brasil, é totalmente produzido e engarrafado na Escócia. Os whiskies que são produzidos na Escócia e engarrafados no Brasil são Passport, Bell's e Teacher's. Quanto ao taste destes três, como falei no post do Passport, "teoricamente" deveriam ter os mesmos sabores em qualquer lugar do mundo, mas sabemos que há variações de sabores entre as produções, entre um lote e outro, e assim por diante. Quanto ao batismo, reitero que a indústria escocesa é tão ciosa de seus produtos que dificilmente teríamos um "batismo" deliberado por parte dos engarrafadores aqui no Brasil. Espero ter ajudado. Um abraço e continue acompanhando o blog.

      Excluir
    2. Boa noite Michel!
      Comprei uma garrafa recentemente e nela fala que está sendo comecializada e engarrafada pela Ypioca, empresa brasileira de cachaças. Isto deve ser novo então.

      Excluir
    3. Roberto Lacerda, após a observação do Filipe, fiz uma pesquisa mais aprofundada no assunto, uma vez que a Diageo não divulga muitos detalhes. Mas o certo é que o Black & White está sim sendo engarrafado no Brasil, no Ceará. Bom, dito isto, reafirmo que o "taste" deve ser o mesmo em qualquer lugar do mundo, uma vez que o blending e a maturação são feitos na Escócia e o corte, ou a adição de água para o engarrafamento, é feito no Brasil sob supervisão ferrenha da Diageo. A água é desmineralizada, ou seja, não irá alterar o sabor do destilado, fará somente a redução do teor alcoólico. Espero, desta vez, ter ajudado. Qualquer dúvida, continue participando. Um abraço.

      Excluir
    4. Filipe, obrigado pela contribuição. Eu não estava sabendo do engarrafamento aqui no Brasil, mas é uma nova estratégia da Diageo. Um abraço.

      Excluir
  4. Srs,
    Assim como muitos brasileiros fui afetado pela crise e tive que procurar alternativas para saciar minha paixão pelo uísque. Eis que me deparo, num supermercado, com um Black & White engarrafado pela Ypioca, com um preço convidativo. Por que não levá-lo? Levei-o-o! Não me arrependi! Foi uma das melhores compras que fiz. Recomendo. Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela contribuição Carlão. Realmente, nestes tempos de crise, se quisermos continuar mantendo nosso "hobby", é preciso alternativas. E o Black & White se mostra uma excelente alternativa de bom custo x benefício. Um abraço e continue acompanhando.

    ResponderExcluir
  6. Aqui em Fortaleza se encontra por 35 valor muito convidativo em tempos de crise!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente um excelente preço, italo mor. Um valor honesto.

      Excluir
  7. Sinceramente gostei mais dele que do Red label

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também prefiro ele ao Red. Um abraço e continue acompanhando.

      Excluir
  8. Achei hoje no Bompreço por incríveis 34 reais. Não resisti e resolvi experimentar. Confesso que estava cético, mas fui pego de surpresa. Simples, consistente, gosto direto e agradável. Infinitamente melhor que os famigerados Red Label e Ballantines.

    Vim procurar opiniões na internet e esta foi a melhor critica do B&W. Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras Victor Quilici. 34 reais é uma pechincha, excelente preço, ainda mais se comparado aos whiskies citados. Um abraço.

      Excluir
  9. Depois de ler esse post sobre o BW, tenho a certeza de que fiz uma excelente escolha. Preço convidativo de 40 reais. Comprei dois litros: um pro Natal e outro pro ano novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente pedida para as festas. E por R$ 40, então, uma pechincha. Abraço.

      Excluir
  10. Whisky muito bom, se olharmos o custo-benefício. Achei superior ao Red Label(que por sinal, não desce muito bem, sinto um gosto de sal bastante forte nele).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos Correia, Red Label é mais marketing que gosto, e melhor se usado em misturas. O B&W é melhor se comparado puro. Um abraço.

      Excluir
  11. Apreciando o B&W junto a uns amigos, nos pegamos no questionamento. A johnnie walker comprou a Ypioca, isso quer dizer que comprou também o B&W? Se sim, por que adquirir um concorrente direto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas Barreo, a Ypioca foi comprada não pela Johnnie Walker e sim pela Diageo, empresa que também é dona da JW. Entre outras marcas de whisky, a empresa possui, somente para citar alguns mais conhecidos, o Bell's, Dimple, Vat69, White Horse, Old Parr e, também, o Black&White. Então, a empresa não comprou o B&W, já era dela. O que ocorre é que antigamente, o B&W era totalmente produzido na Escócia. Hoje, para reduzir custos com impostos, a Diageo utiliza a estrutura da Ypioca para engarrafar e distribuir o B&W aqui no Brasil. Espero ter ajudado. Um abraço.

      Excluir
    2. Ajudou muito amigo. Muito obrigado por esclarecer tudo.

      Excluir
  12. Olá Michel Hansen, tenho uma garrafa Gigante do whisky Black e White vazia de 3,75 litros com um suporte de madeira e metal (na parte de baixo do suporte escrito 'made in England'), o rótulo esta meio gasto. Saberia me dizer se ela tem algum valor colecionismo? Obrigado desde já.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia, irei pesquisar sobre este tipo de garrafa. Já vi algumas delas mas confesso que nunca parei para saber sobre coleção deste tipo de item. Mas sei de quem estava interessado numa garrafa deste tipo, e vazia mesmo. Vou procurar o contato e dou o retorno aqui mesmo. Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. Excelente análise, e ainda juntando as informações sobre o engarrafamento do B&W no Brasil e o avanço da Diageo no mundo do whisky. O B&W faz parte das minhas memórias da infância porque era um dos que meu Tio bebia (os outros eram o VAT 69 e o White Horse), o B&W fazia uns brindes e coisas de marketing, no escritório da fábrica do meu saudoso Tio ficavam dois cachorrinhos de plástico do B&W.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legster11, obrigado por compartilhar suas memórias. É muito legal quando conhecemos histórias deste tipo. Continue acompanhando. Um abraço.

      Excluir
  15. Prezado Michel,

    Acompanho seu blog com apreço a algum tempo. Você possui uma opinião muito equilibrada e coerente. Parabéns! Sobre o B&W, confesso que eu fui surpreendido. Possuo alguns whiskys, mas sinto que faltava um para o dia a dia, reservando os mais especiais para momentos oportunos. Seguindo os seus reviews e vendo alguns comentários, resolvi dar uma chance ao B&W. Whisky que não complexo, mas honesto e com um bom custo-benefício. Comprei minha garrafa hoje por R$ 44,00, aqui perto de casa. Fui surpreendido.

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João João Escapismo, que bom que curte o blog e bom também em saber que ele serve como referência. Principalmente quando elas dão certo, rsrs. Excelente preço pago pela garrafa. Um abraço e continue acompanhando.

      Excluir
  16. olá Michel , sobre o B&W tenho que dizer que senti pouca diferença entre ele e o white horse. achei ele bem mais suave e com uma evidencia de alcool muito grande. a maior parte da garrafa tive que tomar ora com um pouco de agua, ora com gelo. não consegui perceber muita diferença no taste entre os dois. a garrafa que abri era de uns 04 anos atras, em que ainda o B&W era engarrafado na Escócia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá cleverson augusto de almeida. Experimentou os dois juntos? O WH tem um defumado característico que você não irá perceber no BW. Estes whiskies foram feitos para serem bebidos com bastante gelo ou em misturas. Não experimentei o BW depois que ele passou a ser engarrafado no Brasil mas quem já experimentou as duas versões disse que caiu o padrão. Continue acompanhando e participando. Um abraço.

      Excluir
  17. Voltou a ser engarrafado na Escócia. Pode olhar as novas garrafas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela dica Eduardo. Irei conferir. Um abraço.

      Excluir
  18. Bom dia sou nosso no assunto a garrafa após aberta tem um prazo pra ser consumida !?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo Magalhaes, se bem vedada, não há prazo para o consumo. Entretanto, alterações no aroma e sabor ocorrerão devido à oxidação, mas é muito pouco perceptível. O ideal é consumir a garrafa inteira no prazo de um ano após aberta. Um abraço e continue acompanhando.

      Excluir
  19. Boa analise, Whisky muito bom, comprei para experimentar e me surpreendi..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Mayki Pires. Continue acompanhando e surpreenda-se com novos whiskies. Um abraço.

      Excluir
  20. É a primeira vez que acesso esse blog, muito legal! Uma dúvida, você degusta whisky com taça mesmo? Nunca utilizei taças para beber whisky Pq elas me remetem sempre vinho, espumantes e cervejas. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Utilizo a taça padrão ISO de degustação de bebidas, ou copita, como é conhecida. Esta taça serve para todo tipo de bebidas. A parte arredondada permite mexer a bebida para liberação de aromas e a parte mais estreita da boca permite a sua concentração. Para o whisky, pode ser usado também o copo Glencairn, mas acho mais fácil de manusear a taça ISO. Um abraço.

      Excluir
  21. Para degustação de whisky o ideal são taças, para o dia a dia dai sim entram os famosos copos padrão "old fashioned"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto mesmo. Taça ISO para avaliação e no dia-a-dia, o copo que mais lhe agradar. Um abraço.

      Excluir
  22. Comprei no pão de açucar aqui no RJ em promoção por R$ 44,90 ,engarrafado na Escócia. Michel enquanto estava sendo engarrafado pela Ypioca eu o achava um pouco mais forte no alcool é possível que a adição de agua estivesse errada e por isso o retorno para o engarrafamento na Escócia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juccaz, não estou a par ainda destas mudanças na questão do local do engarrafamento ter mudado novamente. O certo é que há sim uma diferença entre os processos feitos aqui e lá, por isso a mudança de sabor. Isto acontece também entre um lote e outro, mesmo sendo engarrafado no mesmo lugar. Não era para ser assim tão perceptível, mas.... Um abraço e continue acompanhando.

      Excluir
  23. Comecei a apreciar o B&W quando um amigo de meu filho me deu uma garrafa que estava guardada havia mais de dez anos com o pai. O sabor estava delicioso, e o gosto de fumaça era facilmente percebível. Continuo bebendo o produto.
    Recentemente comprei dois litros engarrafados no Ceará pela Ipioca. Hoje comprei um na Perini, mas engarrafado na Escócia. O que está havendo? Porque a garrafa mais velha estava tão deliciosa?
    Wilton Oliveira
    Salvador- Bahia
    wilton1000@gmail.com

    ResponderExcluir
  24. Viagens de um aquariano, antigamente o whisky era produzido de uma forma mais artesanal. Hoje, a escala é industrial. Embora o sabor teóricamente seja o mesmo, há sim diferenças que são perceptíveis ao longo do tempo, quer seja pelo método utilizado na destilação ou até mesmo por algum componente que deva ser trocado por não mais existir. Tudo isso influencia no sabor. Não há dúvidas que as garrafas mais velhas continham líquidos muito mais interessantes que os de hoje. Um abraço.

    ResponderExcluir
  25. Para mim oito anos o melhor é o Black e white, pelo preço e pelo sabor, ótimo blog parabéns ,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras. Realmente um excelente custo x benefício em matéria de whiskies standards. Gostaria de fazer uma observação e aproveitar a oportunidade para desmistificar os chamados whiskies "8 anos". Na verdade eles não são 8 anos, são standards, uma vez que não trazem estampadas em seus rótulos a idade. Só podemos dizer que um determinado whisky possui determinada idade se ela vier explícita no rótulo. Caso contrário, os whiskies são considerados sem idade declarada, ou NAS, na sigla em inglês para No Age Statement. O que podemos afirmar, sem sombra de dúvidas é que ele tem no mínimo 3 anos, já que é o mínimo por lei para ser considerado whisky na Escócia. Um abraço e continue acompanhando.

      Excluir
  26. Black e white melhor do que o RED. o Nacionalizado nada deixa a desejar do que o engarrafado na Escócia. Isso é estratégia para eliminar o Teachers

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Confesso, porém, que nunca bebi o engarrafado aqui. Um abraço.

      Excluir
    2. tenho percebido nos ultimos dois meses que o black white novamente voltou a ser engarrafado nas escócia.percebi em grandes comércios onde o estoque é novo, que o rotulo voltou a ser "destilled blended and bottled in scotland" posso estar enganado, mas vi esse detalhe em varios mercados aqui de curitiba.

      Excluir
    3. sera que não deu certo o engarrafamento aqui no Brasil? outro whisky que mudou foi o bells pois aquele de um litro engarrafado aqui, deu lugar aquele de 700ml produzido e engarrafado na escócia.

      Excluir
    4. Boa observação cleverson. Realmente o B&W voltou a ser engarrafado na Escócia e o Bell's também. São mudanças de estratégia que as grandes empresas realizam e nem sequer tomamos conhecimento. Por acaso descobrimos. Um abraço.

      Excluir
  27. amigo que belo texto consegui tirar boas conclusões tanto do post quanto dos comentários, estou procurando alguém para compartilhar a dúvida que tenho referente a uma garrafa que tenho aqui lacrada na caixa está escrito seagram’s blenders pride somente isso não consigo ver a garrafa pois também está coberta com um pano “meio que imitando “ aqueles saquinhos de poções mágicas sabe ? coisa medieval, se puder me passar seu e-mail ou um contato através do whatsapp para que eu possa te mandar foto ficarei grato.

    Whatsapp 11959142564
    e-mail douglasdazn@gmail.com

    ResponderExcluir
  28. Buenas,

    Havia comprado há mais ou menos um ano o B&W engarrafado no Brasil. Não gostei muito, achei muito ríspido e agressivo. Eis que estava no mercado e vi o mesmo whisky por míseros R$ 49,90. Olhei no rótulo e estava discriminado que era produzido e engarrafado na Escócia. Pensei comigo, por que não? Comprei e senti uma diferença considerável da versão engarrafada no Brasil. Mais redondo e cremoso. Gostei muito, tomara que continue assim.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente há uma grande diferença entre o whisky engarrafado aqui no Brasil e o engarrafado na Escócia. E o de lá é, sem dúvida, bem melhor. Senti isso no Bell's, que agora também voltou a ser engarrafado lá. Espero que continue assim também. Um abraço.

      Excluir
  29. Quando experimentei ele a primeira vez uns 4 anos atrás me surpreendeu muito sua qualidade superando tranquilo Cavalo branco, red label, willams, e etc. Já no início desse ano senti uma baixa na qualidade muito perceptível e evidente, muito alcoólico e diferente. Não sabia que estava sendo engarrafado aqui no Brasil. Estou lendo agora a resenha e na fila do supermercado, peguei uma garrafa e observei que foi engarrafada na Escócia. Por R$ 39,00 darei nova chance para conferir se a qualidade anterior realmente voltou. Espero que sim pois sempre o encontro muito baratinho, o que o torna uma excelente opção pra o dia a dia, guardando os melhores para ocasiões especiais.

    ResponderExcluir
  30. Esse wiski é bom pra toma c gelo? Até 55 $ qual o melhor com gelo? To meio quebradss malz kkkkkj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em geral, os whiskies standards são feitos para serem bebidos com gelo ou em misturas. Nesta faixa de preço temos, além do B&W, Passport, Teacher's e Bell's. Um abraço.

      Excluir
  31. Estou pensando em adquirir este uisque, está 68 reais aqui. Recomenda ele com um pouco de água? É melhor que o Passport?

    ResponderExcluir
  32. Pode colocar um pouco de água sim que ele fica melhor equilibrado. Considero ele melhor que o Passport, mas tudo depende de gosto. Um abraço.

    ResponderExcluir
  33. Eu gosto muito desse uísque. Claro q gosto e algo bastante subjetivo, mas pra mim, com certeza mais gostoso q o Ted ou o White Horas, por exemplo. E o preço com ele sendo engarrafado no Brasil está excelente pela qualidade.

    ResponderExcluir
  34. Olá

    Comprei duas garrafas do Black e White no Extra Delivery (Internet), na promoção do dia do consumidor. As duas garrafas vieram sem a caixa e sem o selo de IPI. É assim mesmo?

    ResponderExcluir
  35. Bonarfio, quanto à caixa dos whiskies, às vezes estas bebidas são compradas em grandes lotes, com caixas contendo várias garrafas, sem caixa. Quanto a isso não há problema. Agora, quanto ao selo do IPI, deveria conter sim, principalmente se for uma importação legal. Então, um pouco estranho.

    ResponderExcluir

Dê sua opinião: