Whisky

Whisky

terça-feira, 24 de junho de 2014

Desvendando Nº 5: William Lawson's Finest

Olá pessoal. Como além de whisky também sou apaixonado por futebol, não pude deixar de curtir os jogos da copa estes dias, o dia inteiro. Mas agora que diminuiu os horários de jogo, encontrei um tempinho para postar mais um review. Desta vez um blended standard com bom custo benefício.


William Lawson, mercador de whisky escocês de Dundee  criou no fim do século XIX o “Lawson’s Liqueur Whisky” para a empresa em que trabalhava, a E & J Burke, de Dublin. Ele mesmo registrou a marca, pois era o gerente de exportações da companhia. Após se tornar um dos diretores, foi demitido pela empresa em 1903, que, no entanto, continuou a divulgar o nome Lawson. Por volta de 1923, a empresa mudou de Dublin para Liverpool, e as exportações de suas marcas de whisky cresceram. Grande parte das vendas era para os Estados Unidos, passando pelas Bahamas, quando da lei seca americana.

A destilaria da casa é a Macduff, construída em 1960 por um consórcio de blenders no nordeste da Escócia e depois vendida para a Martini. A marca foi comprada pela Martini & Rossi em 1963, que agrupou todos os seus negócios de whisky sob o nome William Lawson Distilleries. Foi nessa época que o nome da marca mudou de Lawson’s para William Lawson. O grupo tornou-se parte da Bacardi em 1995.


O whisky Lawson’s é administrado juntamente com seu grande irmão, o Dewar’s, e, embora praticamente invisível no Reino Unido, vende mais de 1 milhão de unidades por ano na França, na Bélgica, na Espanha e América do Sul.

O malte Glen Deveron produzido pela destilaria Macduff é um componente de peso do blend. A Macduff emprega nele a maior porcentagem de madeira de xerez entre os whiskies do grupo Dewar’s, e isso contribui para um sabor completo e uma cor dourada e rica. Nos últimos anos, a expressão padrão, William Lawson’s Finest, se equiparou a outros blends padrão. A bebida tem um preço competitivo.


O que pude perceber:
Aroma: logo que abri a garrafa o aroma tomou conta do ambiente. Aroma forte, no sentido de intenso, e agradável. Bastante floral, doce e suave. Bem prazeroso. Quando se adiciona água, não notei mudança significativa. Quando experimentei após adicionar uma pedra de gelo, o aroma que predominou foi o de maçã fresca.
Sabor: Pude confirmar no paladar o sabor da maçã. Bem suave, gostoso. Com água, acentua um pouco mais este sabor, porém com gelo, notei que o sabor da maçã ficou mais para aquela maçã caramelada, crocante. Interessante esta mudança. O final é curto.

É um whisky leve, bem cheiroso. Na minha opinião, devido à mudança no sabor, o que deixou mais agradável e saboroso, aconselho beber com uma pedra de gelo. Whisky que agradaria as mulheres por ser bem suave e doce e lembrar “maçã do amor”. Tem um ótimo custo benefício, já que não é um whisky caro. Encontra-se nas lojas virtuais a aproximadamente R$ 56,00. Comprei minha garrafa no Carrefour a R$ 49,90. 


William Lawson’s Finest Blended 40% (80°)

Cor Dourado claro

Nariz Nariz complexo, com grãos, maçãs condimentadas e baunilha. Levemente seco, com notas delicadas de carvalho.


Paladar Os grãos suaves do nariz aparecem na boca com notas picantes e adocicadas de mel. O palato é bem equilibrado, com toques de um sabor crocante de balas de maçã. Um whisky de moderado a completamente encorpado.


Saúde.






Fontes: whisky de a a y, o livro do whisky

19 comentários:

  1. Parabéns pelo blog! Por ser outro whisky de valor acessível, que tal uma análise do Cutty Sark? Li bons comentários sobre ele!! Abraço

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Ricardo. Publicarei um review do Cutty Sark em breve. Abraço e continue acompanhando as postagens.

    ResponderExcluir
  3. Bebendo cowboy,ele pega um pouco a garganta coisa que o Cuty Sark e o nosso grande The Famous Grouse não faz....Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em breve, reviews sobre o Cutty Sark e o The Famous Grouse. Continue acompanhando. Um abraço.

      Excluir
  4. Respostas
    1. Bom dia Paulo Sousa. Infelizmente o William Lawson's 12 anos não está disponível no Brasil mas, realmente, está com um excelente preço na loja citada. Quem sabe você não coloca suas impressões sobre ele aqui no blog? Um abraço.

      Excluir
  5. Não conhecia a marca comprei sem pretensões porém gostei muito e sempre q posso divido a TOSE deste bom whisky(cowboy) com um bom charuto Dona Flor mata fina. Ajuda a pensar e relaxar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A harmonização entre um bom whisky e um bom charuto sempre nos leva a reflexões. Continue acompanhando Rogério Vieira. Abraço.

      Excluir
  6. Não conhecia a marca comprei sem pretensões porém gostei muito e sempre q posso divido a TOSE deste bom whisky(cowboy) com um bom charuto Dona Flor mata fina. Ajuda a pensar e relaxar.

    ResponderExcluir
  7. Gente na Minha Loja Select Shell esta na Promoção 49,90 Telefone de Contato 31-3564-6658 Loja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente preço. Coloque mais detalhes de sua loja e desde já agradecemos se houver mais promoções.

      Excluir
  8. Bem suave, muito bom. Esse whisky aparece em várias cenas do filme Lua de Fel, de Roman Polanski.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcello Bottini, quando assisti o filme, confesso que não prestei muita atenção. Irei revê-lo só para constatar. Há referências de whisky em vários filmes. Ultimamente ando assistindo a série Jéssica Jones no Netflix. Lá os bourbons tomam conta. Um abraço.

      Excluir
  9. Bom review, ganhei o whisky esses tempos mas por ser uma marca pouca conhecida acabei com receio de não gostar. A impressão que me passou é que deve ser um whisky agradável. Valeu pela ajuda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Momo, realmente é um whisky agradável. Continue acompanhando o blog. Um abraço.

      Excluir
  10. Seu site é espetacular! Amo whisky, e as suas análises são as melhores! Parabéns e obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras Mathias. Continue acompanhando. Um abraço.

      Excluir
  11. Comparar William Lawson a Famous Grouse ? Curry Sark sim, mas ... Comente, por gentileza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi direito mas você quer uma comparação entre os três, é isso? Vamos lá, são três blended standart praticamente na mesma faixa é preço, o que irá diferencia-los é o sabor. Do mais forte para o mais suave: The Famous Grouse, William Lawson e Cutty Sark. O The Famous Grouse tem uma pegada um pouco mais defumada. Os outros dois não. Eu ficaria também nesta ordem em termos de preferência pessoal. Um abraço.

      Excluir

Dê sua opinião: