Whisky

Whisky

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Regiões do whisky escocês

Ainda que outros países tenham alguma tradição no whisky, a Escócia é sem dúvida o país que vive mais intensamente a bebida, além de ser seu principal produtor mundial e exportador. Uma das principais razões que faz o scotch whisky tão famoso é a geografia da Escócia, com um clima, relevo, solos e fontes de água perfeitas para a sua produção.
O país possui várias regiões produtoras, cada uma com a sua característica e, por isso, capaz de produzir um sabor diferente. Entre elas, as mais conhecidas são Lowlands, Campbeltown, Islay, Highlands e Speyside. Ainda que a maioria considere apenas estas cinco regiões, há também quem inclua uma sexta, um conjunto de ilhas conhecido como Islands. Conheça um pouco mais sobre elas:

Lowlands

Nas terras baixas e de característica plana ao sul da Escócia é onde se produzem os single malts mais leves e suaves. De sabor adocicado, agrada inclusive ao paladar feminino. Existiam várias destilarias de Single Malt Whiskies em funcionamento nas Lowlands no século XIX, mas apenas 5 estão em operação atualmente: Ailsa Bay, Auchentoshan, Bladnoch, Daftmill e Glenkinchie. Com pouco ou nenhum uso de peat na secagem da cevada maltada, os maltes das Lowlands tendem a ser leves, delicados, suaves, pouco encorpados, florais e com sabores de cereais.

Características do whisky: delicado – leve – doce 


Campbeltown

A cidade de Campbeltown fica em uma península na costa oeste escocesa, próxima das ilhas de Jura e de Islay, e já teve mais de 30 destilarias no século XIX, quando foi considerada a capital mundial do whisky. A produção, porém, declinou com a grande depressão da década de 30 e a Lei Seca Americana e, hoje, Campbelton abriga apenas 3 destilarias em operação: Glen Gyle, Glen Scotia e Springbank. Por estarem próximas do mar, as turfas dessa região recebem muita influência do fenol e iodo provenientes das brisas marinhas. 

Características do whisky: um pouco oleoso e ligeiramente enfumaçado, é forte e encorpado, mas de sabor generoso e atraente. 


Islay

É uma bonita ilha da costa oeste da Escócia, que produz um whisky com estilo e personalidade diferenciados. Ao provar o whisky de Islay – pronuncia-se “Aila” – , não existe meio-termo: ou se detesta ou se apaixona por ele. Todo legítimo blended whisky escocês possui em sua composição algum single malt proveniente da Ilha. A Ilha de Islay possui cinco mil habitantes e oito destilarias. Dá uma média de uma destilaria para 625 pessoas. O Malt Whisky em Islay possui características excepcionais e é facilmente identificável. O aroma defumado torna-o seco e tão forte que muitos apreciadores afirmam que sentem o sabor de iodo das algas marinhas. É a única ilha da Escócia que se orgulha de produzir um tipo de whisky que leva seu nome. Seus whiskys são conhecidos simplesmente por Islay Single Malt. 

Características do whisky:salgado – defumado – medicinal 


Highlands

O whisky das terras altas, parte montanhosa e de florestas densas ao norte da Escócia, é o mais reverenciado e conhecido em todo o mundo. É a maior região produtora de whisky escocês e onde se mistura e engarrafa. Romântico, suave, frutado, admirável e glorioso. Essas são algumas das expressões dos especialistas em relação ao whisky produzido nas Highlands. Muitas destilarias exibem em seus rótulos a classificação “Highland Malt Whisky”. Isso serve para reforçar a excelência de um produto fabricado nessas terras abençoadas pela natureza. Porém, é difícil atribuir características peculiares aos maltes das Highlands. Eles variam desde os mais enfumaçados, salgados e marinhos, vindos das destilarias da costa oeste escocesa próximas ao mar até os mais frutados e adocicados, das destilarias mais próximas a Speyside.

Características do whisky: frutado – temperado – aromático


Speyside

Também localizada nas terras altas a nordeste da Escócia, é considerada uma sub-região das Highlands. Quando, porém, o assunto é Scotch Whisky, Speyside tem de ser considerada um capítulo à parte, como o coração da produção de whisky na Escócia, abrigando destilarias ícones da indústria, como Balvenie, cardhu (casa do blended Johnnie Walker), Glenfiddich, Glenfarclas, Glenlivet, Macallan e Strathisla (casa do blended Chivas). O nome Speyside vem do rio Rio Spey, que corta a região, mas curiosamente nenhuma destilaria usa suas águas no processo de produção de whisky. Abriga enorme quantidade de destilarias (50% das destilarias da Escócia concentram-se nesta região) ao redor de quatro principais cidades: Rothes, Dufftown, Elglin e Keith. Seus maltes se caracterizam pelo caráter delicado, elegante e frutado de maçã, pera, figo e sabores de frutas secas, panetone, nozes e castanhas, vindos principalmente dos barris de vinho Jerez usados na maturação de boa parte dos maltes da região. A área também é rica em Heather, uma das flores principais da composição do whisky, que confere à bebida tons florais e frutados.


Características do Whisky: perfumado – frutado – floral. 


Islands
Engloba as ilhas de Arran, Jura, Mull e Skye, na costa oeste escocesa, e a ilha de Orkney, no extremo norte da Escócia. São ao todo 6 destilarias, Arran na Ilha de Arran, Jura na Ilha de Jura, Tobermory na Ilha de Mull, Talisker na Ilha de Skye, Highland Park e Scapa na Ilha de Orkney.

Características do Whisky: Os maltes produzidos nessas ilhas são diversos, sendo difícil de enquadrá-los em uma mesma região, talvez por isso não seja considerada pela maioria como uma região específica. Entretanto, normalmente são maltes ligeiramente enfumaçados, oleosos e encorpados, com sabores salgados e marinhos, de iodo e de carnes defumadas. 




Fontes: revistamensch, chivasblog, cladowhisky, singlemaltbrasil

4 comentários:

  1. Boa noite Michel, sou Filipe Vidal do blog Apreciadores de Whisky.
    Depois que comecei a escrever sobre o assunto percebi que o seu blog é o que possui a maior riqueza de informações. Quero parabeniza-lo por isso, pois é o melhor blog que temos disponível no Brasil.
    Se quiser ver meu blog o link segue: http://apreciadoresdewhisky.blogspot.com.br/
    Vai perceber que lhe cito em quase todas as postagens!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Filipe Vidal. Com este comentário percebo que o intuito do blog foi atingido que é o de justamente divulgar e propagar informações sobre esta maravilhosa bebida. É uma grata satisfação também saber que o blog serve como referência para esta propagação. Considero a divulgação de informações muito preciosa, tanto para quem já curte whisky quanto para quem quer adentrar neste mundo. Quanto mais informação e, principalmente, de qualidade, melhor. Irei acompanhar seu blog e desde já desejo sucesso em suas postagens. Um abraço.

      Excluir
  2. Boa tarde Michel. Eu queria exemplos de pelo menos dois de cada região. Consegue me falar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cida, vou citar alguns de cada região que lembro de cabeça, vamos lá: Speyside: Balvenie, Cardhu, Glenfiddich, Glenfarclas, Glenlivet, Macallan. Highland: Aberfeldy, Dalmore, Glenmorangie. Lowland: Auchentoshan, Glenkinchie. Islay: Laphroaig, Ardbeg, Caol Ila, Lagavulin. Campbeltown: Glen Scotia, Springbank. Ilhas: Arran, Jura, Talisker, Tobermory, Highland Park, Scapa. Esses são alguns dentre vários. Espero ter ajudado. Abraço e qualquer dúvida não exite em perguntar.

      Excluir

Dê sua opinião: